Notícias H2.3

Ver todas

  • A Nókia acabou

     

     

    Os rumores já corriam há algum tempo, mas agora o anúncio foi oficializado.

    A Microsoft confirmou que deixará de usar a marca Nokia Lumia nos "smartphones", para adotar a nova combinação Microsoft Lumia.

     

     

     

    Com esta decisão, a Microsoft vai despedir 12 mil funcionários da unidade de telemóveis da Nokia, que passa a chamar-se Microsoft Mobile. A marca Nokia será apenas usada pela empresa finlandesa que detém as divisões de infraestrutura de rede e serviços de localização.

    Em abril, o grupo informático norte-americano concluiu a compra da unidade de telemóveis da Nokia, numa operação de cerca de 5,4 mil milhões de euros, pondo fim à lenta agonia daquele que já foi um gigante tecnológico.

    Por um lado, é difícil explicar como uma empresa de um país de apenas cinco milhões de pessoas próximo ao Pólo Norte foi capaz de dominar por mais de uma década o mundo das telecomunicações, um dos setores de tecnologia mais competitivos e em constante mudança.

    Da mesma forma, não é fácil resumir as razões que causaram o rápido declínio da Nokia depois da revolução que a Apple fez no mercado de 'smartphones' (telefones inteligentes) com o seu primeiro modelo de iPhone, em 2007.

    Quando o iPhone apareceu, a Nokia tinha um domínio esmagador, ao fabricar um em cada três telefones móveis e cerca de 40% dos 'smartphones' que se vendiam no mundo, mais do que os seus três principais rivais juntos.

     

    Fonte: jn