Notícias H2.3

Ver todas

  • Facebook ganha processo contra Fuckbook

    O Fuckbook.fr nasceu com o objetivo de facilitar encontros entre adultos – e quem o visitar a página depressa perceberá que o modo de funcionamento é um pouco diferente do Facebook. Para o Tribunal de Alta Instância de Paris, as diferenças entre os dois sites não são suficientes para evitar um abuso de marca alheia. E por isso deliberou que o detentor do endereço deverá fechar o site um mês depois da sentença.

     

    A esta deliberação, o tribunal juntou uma pena: o pagamento de 15 mil euros ao Facebook por danos causados à marca. Segundo a AFP, o  valor a pagar pelo jovem empresário, cujo nome não foi revelado pela imprensa,  foi estimado a partir dos lucros obtidos com a exploração da Fuckbook. O Facebook exigia  200 mil euros de indmnização.

     

     

    Além dos endereços fuckbook.fr e fuckbook.net, o réu terá de entregar à Facebook a propriedade de todas as variantes de denominações comerciais que possam ser associadas ou tenham parecenças com o Facebook. Atualmente, o site continua operacional, o que não permite concluir se o empresário vai acatar a ordem do juiz ou pedir recurso da sentença que remonta a 19 de junho (mas só divulgada agora).

     

    Este não é o primeiro processo o encerramento ou a aplicação de penalizações a quem usa endereços similares aos do Facebook. O site Numerama dá conta de que, no passado, também os sites Teachbook e Stupidbook foram alvo de acusações do Facebook. Mas esta tendência não permite deslindar um último mistério: por que é o endereço Fuckbook.com se mantém em funções e, aparentemente, sem qualquer acusação?

     

    fonte: Exame informática