Notícias H2.3

Ver todas

  • Google vai usar balões voadores para levar Internet a África

    A Google já deu início às primeiras negociações com os reguladores do Quénia e da África do Sul para alargar a cobertura dos serviços de Internet.

    Levar Internet às zonas mais remotas destes dois países já pode ser considerado um projeto ambicioso, mas é apenas uma parte dos planos que a gigante das tecnologias delineou para a África subsariana. Segundo o Wall Street Journal, a Google está apostada em negociar com as autoridades e operadores de telecomunicações de vários países africanos com o objetivo de alargar a cobertura do serviço de Internet a zonas rurais e mesmo a espaços urbanos.

    O projeto prevê ainda parcerias com fabricantes de equipamentos e a formulação de eventuais modelos de negócio que permitam suportar os novos acessos à Net.

    A par dos contornos filantrópicos e da vertente comercial, a expansão da Internet para a África subsariana tem ainda uma faceta futurista: a Google está a avaliar o recurso a uma “rede” de balões voadores ou mesmo dirigíveis  que deverão transportar os retransmissores dos sinais de rádio que permitem o acesso à Net em zonas rurais e também em várias cidades do continente.

    O recurso à “Internet que vem dos céus” terá a vantagem de acelerar o alargamento da cobertura do serviço com custos bem menores que os exigidos pelas redes de cabo. O plano prevê ainda o recurso às frequências usadas para as transmissões de TV, sempre que é garantida a autorização dos governos locais.

    Segundo a imprensa norte-americana, o plano da Google contempla a introdução de smartphones de baixo custo que correm sistemas operativos Android. O que deverá atuar como o principal incentivo comercial para o projeto da gigante tecnológica.

    Além de África, o plano de expansão de acessos à Net da Google poderá vir a ser testado no sudeste asiático.

    A Google ainda não comentou esta notícia que teve por base fontes não identificadas.

     

    Fonte: Exame Informática